©2016 por Instituto Campana

Futuro Artesão

junto nos primeiros passos

Criado a partir da relação do Instituto Campana com o Oratório Domingos Sávio, o projeto Futuro Artesão tem o intuito de dar oportunidades para jovens em situação de vulnerabilidade desenvolverem técnicas e habilidades manuais em espaços profissionais de excelência. Desta forma, além de adentrarem a novos espaços de aprendizagem e crescimento, os jovens também têm a oportunidade de ampliar seu leque de capacidades em sua jornada pessoal e terem novas perspectivas acerca do futuro.

O projeto Futuro Artesão funciona, portanto, como um canal de conexão entre universos distintos. Leva jovens de comunidades vulneráveis para locais inovadores, disponibiliza não só a oportunidade de agregar conhecimento e perspectivas aos jovens, mas também fornece novas experiências aos parceiros envolvidos, aumenta a diversidade no local e adiciona o olhar distinto de um novo observador - aprendiz.

Deve-se dizer que o projeto visa também atingir a comunidade em que o jovem vive, pois um dos objetivos do Futuro Artesão é que, ao final do projeto, exista a formulação de alguma intervenção dentro da própria comunidade, atingindo sua população e difundindo os conhecimentos adquiridos pelo jovem para os demais moradores da localidade.

O projeto acontece por meio da contratação via RPA dos jovens, que não estabelece vínculo empregativo mas possibilita que o Instituto Campana pague um valor adequado para incrementar a renda deles. Sendo assim, o projeto Futuro Artesão também tem a preocupação de auxiliar diretamente no desenvolvimento econômico dos jovens, aumentando sua autonomia financeira e ampliando o potencial transformador da experiência.

São instituições parceiras deste projeto até o momento:

 

Estudio Campana: Nosso principal parceiro, o Estudio Campana disponibiliza sua estrutura e know-how para capacitar os jovens que participam do programa.

 Garagem Fab Lab: Uma das organizações mais inovadoras que existem no momento, o Garagem Fab Lab se consolidou como parceiro do Instituto Campana recentemente, disponibilizando sua estrutura e conhecimento para fazer com que os jovens adentrem na chamada “cultura maker”.